Corrida Digital treinando com estatisticas 1

Você sabe se o seu posicionamento de braço durante a corrida lhe dá uma postura adequada? E a passada? Como ela é? Não está lhe causando alguma dor depois de correr? A resposta a essas e muitas outras perguntas são respondidas de forma mais precisa e cientificamente por meio de uma avaliação física. Não apenas medições e uma anamnese, mas um processo de investigação, observação e análise completo e desenvolvido com foco voltado a praticantes de corrida, sua mecânica corporal e decorrências em função da atividade.

A partir da ampliação do contato com os atletas, tomada de consciência dos desajustes freqüentes, além da necessidade de indicações de correções precisas, a assessoria esportiva, formatou, ampliou e consolidou uma metodologia de avaliação física direcionada aos corredores. O trabalho se tornou um dos serviços da empresa, voltado a todos os praticantes da modalidade, pertencentes ao grupo de corrida próprio ou não.

A avaliação é melhor indicada para quem já tenha passado pelo estágio inicial na corrida. Dessa forma, é possível estabelecer de forma mais conclusiva o tamanho das passadas e tipo delas, a forma de contato dos pés com o solo, o balanço dos braços, a interferência do quadril em todas as fases da corrida. As causas de alguma dor, estratégias e ajustes de posicionamento durante a corrida e itens que podem melhorar a performance do atleta se tornam mais claros. Conforme o educador físico especialista em avaliação física responsável, 90% dos corredores têm algo a ser corrigido técnica ou muscularmente para melhorar na atividade.

Passos da avaliação física

–   Anamnese – questionamento de todos os dados que podem ter relação com a saúde e o desenvolvimento de atividades físicas pelo atleta.

–   Marcação de pontos anatômicos (reflexivos) que serão usados após para avaliação.

–   Fotos posturais.

–   Marcação de pontos específicos para a avaliação de movimento.

–   Corrida sobre esteira com filmagem no plano lateral e posterior.

–   Análise de todo o material com medições e conversão de filmagens em objeto gráfico.

–   Elaboração de considerações levando em conta curvaturas de coluna, posicionamento de quadril, posição de membros inferiores de forma estática e dinâmica, posição de tronco e de centro de gravidade.

–   Apresentação de resultados e de estratégias técnicas para uma melhor corrida.

* São necessários dois encontros. O primeiro de cerca de 1h, para coleta de dados, e o segundo de aproximadamente 40 minutos para explanação de resultados. 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

fourteen + thirteen =